dicas-para-seguranca-de-idosos-dentro-de-casa-2

Monitorar idosos à distância, com pulseira e sensor de queda, vira negócio, mas não é de hoje.

Tecnologia / O serviço de Tele Assistência, conhecido nos Estados Unidos como Medical Alert, existe há mais de 30 anos. Buscando pela frase em inglês “I’ve fallen, and I can’t get up!” você vai descobrir que ela foi utilizada pela primeira vez em 1989, num comercial de televisão da empresa americana LifeCall. O vídeo, de qualidade duvidosa, mostrava a cena de uma senhora caída no banheiro, proferindo esta frase que depois virou meme. Se você colocar a mesma frase no Youtube, poderá assistir os vídeos originais e muitas piadas sobre o assunto.

Atualmente, existem centenas de empresas que vendem este tipo de serviço no EUA. Os empreendedores buscam bastante por esse tipo de negócio por utilizar o modelo de Receita Mensal Recorrente – RMR, em inglês – Recurring Monthly Revenue.

Na maioria dos casos, o modelo funciona assim: a empresa que comercializa o serviço, compra dos distribuidores os equipamentos de Alarme Pessoal conhecidos como PERS (Personal Emergency Response System) que serão instalados na casa do usuário em regime de comodato. A seguir, contrata o serviço de uma Central de Monitoramento 24h para atender os chamados de emergência. Esse chamado pode ser atendido em nome da empresa que vendeu o sistema. A empresa cobra uma mensalidade do usuário, remunera a Central de Monitoramento e fica responsável pela manutenção do sistema (que é praticamente nula). Junto com o gerenciamento da sua carteira de clientes, a empresa sempre busca conquistar novos usuários para ampliar seus negócios e também repor as perdas, que podem acontecer por falecimento.

As empresas podem agregar valor ofertando, além do monitoramento de emergência, outros serviços para idosos ou pessoas com necessidade especiais, como controle de medicação, acompanhamento de saúde, etc.

No Brasil, a Tecnosenior surgiu para fomentar o negócio de Tele Assistência, importando e desenvolvendo tecnologia, para que pequenas empresas pudessem iniciar o seu negócio sem grandes investimentos. Realizamos a importação, nacionalização, certificação de equipamentos PERS e comercialização. Mantemos estoques com preços em reais (R$), ensinamos como instalar os equipamentos, oferecemos suporte e manutenção. Além dos PERS e outros produtos similares, como os rastreadores GPS, a Tecnosenior desenvolve e implanta Centrais de Monitoramento para aquelas empresas que queiram ter sua própria Central.

Atualmente, a Tecnosenior oferece uma Central de Monitoramento totalmente na nuvem, com o objetivo de diminuir os custos do monitoramento uma vez que as empresas não necessitam se preocupar com a infraestrutura de TI, ficando concentradas em oferecer o serviço de atendentes treinados disponíveis 24 horas, 7 dias por semana.

Fonte: http://www.agenciaoglobo.com.br/dinonews/Default.aspx?idnot=21909&tit=Monitorar+idosos+%C3%A0+dist%C3%A2ncia,+com+pulseira+e+sensor+de+queda,+vira+neg%C3%B3cio,+mas+n%C3%A3o+%C3%A9+de+hoje

COMPARTILHAR

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu